Rússia ataca posições jihadistas em Homs antes da chegada de Kerry

Moscou, 14 jul (EFE).- Bombardeiros estratégicos russos atacaram nesta quinta-feira as posições do Estado Islâmico (EI) e de outros grupos jihadistas na província síria de Homs antes da chegada a Moscou do secretário de Estado americano, John Kerry.

Em sua segunda missão em menos de três dias, um esquadrão de seis aviões bombardeou as infraestruturas terroristas em várias fortificações inimigas na província de Homs: Arak, Al Sujna, um terminal de bombeamento de petróleo e o leste da cidade histórica de Palmira.

Os aviões, que decolaram desde território russo e não desde o aeroporto no porto sírio de Latakia, destruíram um centro de comando, um campo de treinamento, duas refinarias de petróleo e um grande número de equipamentos militares, ao mesmo tempo que acabaram com um elevado número de terroristas, segundo o Ministério russo de Defesa.

No último dia 12, os bombardeiros estratégicos russos efetuaram 50 ataques contra as posições inimigas pela primera vez desde o ano passado.

Moscou informou hoje à coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos sobre os planos russos, que coincidem com a atual trégua na Síria.

O chefe do Comitê de Defesa da Duma ou Câmara dos Deputados russa, Vladimir Komoyedov, manifestou hoje que os atuais ataques podem ser um ponto de inflexão para derrotar os jihadistas.

"Isto é o que exige a situação na Síria. Já é hora de acabar com isto. Eliminar o Estado Islâmico da face da Terra e iniciar a restauração na Síria de uma vida normal", disse.

Segundo informou a imprensa, Kerry proporá hoje ao presidente russo, Vladimir Putin, criar um grupo de trabalho para coordenar os ataques contra as principais fortificações jihadistas no país árabe, o que exigiria a troca de informação de inteligência.

A Rússia nega que estes últimos ataques sejam em represália pela morte em 8 de julho de dois pilotos russos quando os jihadistas abateram um helicóptero perto de Palmira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos