FIDH pede respeito dos princípios democráticos contra o terrorismo

Paris, 15 jul (EFE).- A Federação Internacional de Direitos Humanos (FIDH) condenou "com a maior firmeza" o atentado desta quinta-feira, em Nice, no qual morreram pelo menos 84 pessoas, ressaltando que a luta antiterrorista tem que ser travada respeitando os direitos humanos e os princípios democráticos.

A FIDH insistiu, em comunicado, "na absoluta necessidade de que os governos respeitem os direitos humanos e as liberdades fundamentais, assim como os princípios democráticos, na luta contra o terrorismo e na resposta a estes ataques infames que afetam toda a humanidade".

A federação disse que a ação de ontem - na qual um homem de origem tunisiana atropelou com um caminhão dezenas de pessoas que comemoravam a Festa Nacional francesa no centro de Nice e matou 84 delas - "se inscreve em uma longa série de atentados nos quais centenas de pessoas inocentes morreram em todo o mundo".

Assim, a FIDH se referiu ao que aconteceu recentemente em Iraque, Bangladesh, Estados Unidos e Turquia.

A organização enviou seus pêsames às famílias dos mortos, expressou seu desejo de pronta recuperação dos feridos e manifestou sua "solidariedade" com o povo francês, "reunido ontem para comemorar os valores universais de liberdade, igualdade e fraternidade".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos