Governo turco desautoriza comunicado de militares golpistas

Ancara, 15 jul (EFE).- O Ministério da Defesa da Turquia desautorizou a nota assinada nesta sexta-feira pelo Estado-Maior na qual militares golpistas afirmam terem tomado o poder no país, alegando que se trata de um comunicado "pirata".

Em carta à imprensa, o Ministério promete que a "democracia sairá vitoriosa", segundo a rede de televisão "NTV".

O comunicado dos militares rebeldes no qual dizem ter tomado o poder no país para restaurar a democracia foi divulgado pela rede de rádio e televisão pública "TRT", o que parece confirmar que a emissora está em poder dos golpistas.

Todas as unidades da polícia receberam ordem de se mobilizar, mas também ocorreu uma explosão em um quartel de uma unidade policial de elite, informou o jornal "Hürriyet".

O aeroporto de Istambul segue cercado por tanques e fechado ao tráfego, segundo a "NTV".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos