Hillary Clinton pede apoio a Erdogan após golpe de Estado na Turquia

Washington, 15 jul (EFE).- A provável candidata democrata à presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton, pediu apoio nesta sexta-feira ao "governo democraticamente eleito" da Turquia, presidido por Recep Tayyip Erdogan, após o golpe de Estado que está em curso no país.

"Estou acompanhando os eventos na Turquia com grande preocupação", afirmou Hillary em comunicado no qual pediu "calma" e "respeito" pelas leis, instituições e liberdades.

A ex-secretária de Estado dos EUA também pediu que as partes confrontadas evitem "mais violência e um massacre" e garantam a "segurança" dos cidadãos americanos na Turquia.

Um grupo de militares efetuou hoje uma tentativa de golpe para derrubar Erdogan que, segundo o Serviço de Inteligência da Turquia (MIT), já teria fracassado.

A Turquia é um parceiro-chave dos Estados Unidos, especialmente no campo militar, assim como um membro fundamental da Otan, à qual tinha pedido reforços recentemente para combater o terrorismo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos