John Kerry pede que EUA e Rússia se unam contra terrorismo

Moscou, 15 jul (EFE).- O secretário de Estado dos EUA, John Kerry, condenou nesta sexta-feira o atentado de Nice, na França, e manifestou, durante reunião em Moscou com o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, que agora mais que nunca, todo o mundo espera que americanos e russos deem passos coordenados na luta contra o terrorismo.

"Expressamos nossa enorme indignação com o que aconteceu ontem", disse Kerry, no início da reunião com Lavrov, que também condenou o brutal atentado que custou a vida de pelo menos 84 pessoas.

A reunião é centrada, sobretudo, em coordenar as ações dos dois países contra os jihadistas que atuam na Síria, que "assume uma urgência ainda maior em função do ataque terrorista de ontem em Nice", ressaltou Lavrov.

O encontro entre os dois políticos aconteceu horas depois do término da reunião no Kremlin entre Kerry e o presidente russo, Vladimir Putin.

"Tivemos umas conversas produtivas com o presidente Putin. Falamos até o início da madrugada. Acho que as conversas foram abertas e sérias", comentou Kerry.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos