Obama pede que "todos os partidos" da Turquia apoiem governo de Erdogan

Washington, 15 jul (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, afirmou nesta sexta-feira que "todos os partidos da Turquia devem apoiar o governo democraticamente eleito", presidido por Recep Tayyip Erdogan, após o golpe de Estado que está acontecendo no país.

Obama ligou para o secretário de Estado americano, John Kerry, que se encontra na Europa, para "discutir os acontecimentos na Turquia", informou a Casa Branca em comunicado.

Ambos concordaram que "todos os partidos na Turquia devem apoiar o governo democraticamente eleito com moderação e evitar qualquer tipo de violência ou derramamento de sangue".

Kerry destacou que o Departamento de Estado dos EUA continuará focado na segurança dos cidadãos americanos na Turquia e recebeu a ordem de manter o presidente informado "ao decorrer da situação".

Em outro comunicado, o próprio Kerry informou que "os Estados Unidos observam com grave preocupação" o que ocorre na Turquia e que está "supervisionando" o tempo todo os fatos no país.

O secretário de Estado detalhou que continua em contato com o colega turco, Mevlut Cavusoglu, a quem transmitiu "o apoio absoluto" dos EUA para o governo e as instituições da Turquia eleitas democraticamente.

"Instamos a todas as partes que garantam a segurança e o bem-estar das missões diplomáticas e dos civis em toda a Turquia", acrescentou o chefe da diplomacia americana.

A Turquia é um parceiro fundamental dos Estados Unidos, especialmente no âmbito militar, assim como um membro fundamental da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan), à qual tinha pedido reforços recentemente para combater o terrorismo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos