Jornal turco afirma que tentativa de golpe deixou cerca de 60 mortos no país

(Atualiza acrescentando número de detidos no quinto parágrafo).

Istambul, 16 jul (EFE).- Pelo menos 60 pessoas morreram em toda a Turquia durante tentativa de golpe no país, segundo dados da Procuradoria Geral citados neste sábado pelo jornal "Hürriyet".

Pouco antes, a Promotoria do distrito de Gölbasi, em Ancara, tinha assegurado que na capital turca tiveram 42 mortes.

Este número é dividido entre pelo menos 17 policiais mortos em um ataque contra uma academia de forças de elite no próprio distrito, dois funcionários da empresa "Türksat", cujo edifício foi atacado pelos militares golpistas, e vítimas em confrontos entre policiais e militares.

Em Istambul haviam pelo menos seis civis mortos, afirmaram os veículos de imprensa.

A emissora "NTV" afirmou, citando fontes do governo, que um total de 336 pessoas foram presas em todo o país em relação com a tentativa de golpe.

Mais cedo, o primeiro-ministro Binali Yildirim, afirmou que os responsáveis pelo motim são cerca de 40 oficiais, principalmente coronéis, mas incluindo um general, que morreu durante o golpe.

Além disso, por volta das 6h25 (hora local), um avião supostamente dos golpistas, lançou duas bombas perto do palácio presidencial em Ancara, ferindo algumas pessoas e deixando uma enorme coluna de fumaça.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos