Milhares de pessoas pedem pena de morte perante parlamento turco após golpe

Ancara, 16 jul (EFE).- Milhares de manifestantes exigiram neste sábado perante o parlamento de Ancara que seja reinstaurada a pena de morte na Turquia após a sangrenta tentativa de golpe de Estado na noite de sexta-feira.

Segundo a televisão "CNNTÜRK", os manifestantes gritavam slogans como "queremos execuções, queremos pena de morte".

O primeiro-ministro e líder do governante partido islamita AKP Benali Yildirim, que estava no mesmo local da manifestação, pediu aos manifestantes que se dirijam à cêntrica praça de Kizila, "para guardar pela democracia".

Perante os slogans dos manifestantes, o primeiro-ministro afirmou que o governo "entende vossa vontade. Vamos fazer o que for necessário".

Enquanto isso, o escritório turco da Anistia Internacional (AI) advertiu hoje sobre uma reintrodução da pena de morte no país.

"Turquia se uniu para defender os direitos contra uma suposta junta (militar)", disse Andrew Gardner, especialistas em direitos humanos na Turquia, em sua conta na rede social Twitter.

"Uma volta à pena de morte e uma repressão contra dissidentes seria o fim para a vitória", acrescentou o analista da AI.

A pena de morte foi abolida na Turquia, totalmente e para todos, no ano 2004.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos