Bombardeios da coalizão internacional na Síria deixam seis mortos

Cairo, 17 jul (EFE).- Uma mulher, seus quatro filhos e um idoso morreram neste domingo por bombardeios da coalizão internacional contra a cidade de Manbech, situada ao leste da província de Aleppo, informou o Observatório Sírio de Direitos Humanos.

A ONG acrescentou em uma nota que o bombardeio coincidiu com enfrentamentos das milícias curdo-árabes apoiadas pelos Estados Unidos e conhecidas como Forças da Síria Democrática (FSD) e o grupo terrorista Estado Islâmico (EI) em diferentes zonas de Aleppo.

No leste da represa de Teshrin, também em Aleppo, pelo menos 30 jihadistas e três combatentes das Forças da Síria Democrática morreram durante combates que começaram há dois dias, embora o Observatório não tenha dado mais detalhes.

Há dois dias, a ONG precisou que mais de 200 civis, incluídos 57 menores e 37 mulheres, morreram pelos enfrentamentos, ataques aéreos da coalizão internacional, disparos e explosões de bombas em Manbech.

Essa população é palco, desde 31 de maio, de uma ofensiva das FSD, respaldada pela coalizão internacional, que tenta arrebatar do EI o controle da cidade.

Enquanto isso, em Aleppo, facções armadas opositoras lançaram na terça-feira um ataque contra zonas em poder das autoridades, depois que o Exército interrompeu na semana passada a via principal de provisões aos distritos do leste da cidade, em poder dos rebeldes. EFE

agm-jfu/ff

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos