Ex-fuzileiro naval é o único responsável por morte de 3 policiais nos EUA

Washington, 17 jul (EFE).- Um ex-fuzileiro naval foi identificado como o único autor do ataque que provocou a morte de três policiais neste domingo na cidade de Baton Rouge, no estado da Louisiana, nos Estados Unidos, informou a imprensa local.

A emissora "WAFB", que citou fontes policiais, indicou que o Galvin Long, um ex-fuzileiro naval que completaria hoje 29 anos, morto na troca de tiros com os policiais, foi o responsável pela ação, que deixou outros três agentes gravemente feridos.

Já a emissora "CBS" afirmou que Long é negro, o que reforçaria a hipótese de uma retaliação devido aos recentes casos de violência policial contra afro-americanos no país, um deles registrado exatamente em Baton Rouge. No entanto, a informação ainda não foi confirmada pelas autoridades.

A polícia de Baton Rouge também prendeu outras duas pessoas suspeitas de envolvimento no ataque, mas considera que Long foi o único responsável pela morte dos policiais.

O coronel da Polícia Estadual, Mike Edmondson, confirmou que o ex-fuzileiro naval agiu na hora do ataque e que já não há mais nenhum suspeito foragido. Antes, as autoridades tinham informado que acreditavam que a ação teria sido realizada também por outras duas pessoas, que estavam sendo procuradas em uma grande operação.

O tiroteio ocorreu após uma ligação para a polícia, por volta das 8h40 locais (11h40 em Brasília), que informava sobre a presença de um indivíduo suspeito armado com um fuzil caminhando pela estrada Airline, que passa em frente à delegacia de Baton Rouge.

Segundo a Polícia de Baton Rouge, o indivíduo estava vestido com uma espécie de uniforme de combate negro e estava com o rosto coberto. Assim que os agentes chegaram, ele começou a atirar indiscriminadamente, em uma aparente emboscada.

Fontes policiais citadas pela emissora local "WBRZ" indicaram que o ex-fuzileiro naval estava usando um colete à prova de balas.

As autoridades também confirmaram que além dos três policiais mortos há outros três agentes feridos, que estão em estado grave nos hospitais da cidade.

A Polícia de Baton Rouge não quis especular sobre os motivos do ataque, ocorreu uma semana depois de cinco policiais brancos terem sido mortos por um franco-atirador negro durante um protesto contra a violência policial em Dallas, no estado vizinho do Texas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos