Owen Smith apresenta candidatura à liderança do Partido Trabalhista

Londres, 17 jul (EFE).- O deputado trabalhista britânico Owen Smith apresentou neste domingo sua candidatura à liderança do partido para desafiar o atual líder, Jeremy Corbyn, mas alertou que não competirá pelo posto se houver outros aspirantes.

Em entrevista à rede "BBC", Smith garantiu que irá se retirar da corrida pela liderança do Partido Trabalhista se a outra candidata, a deputada Angela Eagles, obtiver mais apoios do grupo parlamentar da formação.

Na sua opinião, um só candidato teria mais chances de derrotar o veterano Cordyn e de manter a unidade do partido, cujas divisões internas ameaçam, disse, "despedaçá-lo"

Eagle rejeitou, por enquanto, seguir o exemplo de Smith, pois sustenta que sua candidatura é a melhor opção para arrebatar a liderança de Corbyn.

"Acredito que seria melhor que só um de nós seja candidato, essa é minha opinião. Mas acho que o grupo parlamentar deve se comportar como uma organização madura e tentar tomar uma decisão nos próximos dois dias", declarou hoje Smith.

Alguns pesos pesados do partido compartilham a ideia de Smith, pois entendem que um "candidato de unidade" evitaria o enfraquecimento do partido para fazer frente à primeira-ministra, a conservadora Theresa May.

A formação atravessa uma profunda crise depois que 81% dos deputados trabalhistas retiraram recentemente a confiança em Corbyn em uma moção e que mais de 30 membros de seu "gabinete na sombra" apresentassem demissão.

Além disso, o grupo parlamentar trabalhista expressou seu descontentamento com Corbyn por seu pouco apoio à campanha pela permanência do Reino Unido na União Europeia (UE) no referendo de 23 de junho.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos