Turquia eleva para 290 número de mortos em tentativa de golpe de Estado

Istambul, 17 jul (EFE).- O golpe de Estado fracassado na última sexta-feira na Turquia provocou a morte de pelo menos 290 pessoas, informou neste domingo o Ministério das Relações Exteriores do país.

"Mais de 100 conspiradores golpistas morreram. As operações continuam. Infelizmente, 190 de nossos cidadãos também encontraram a morte", indica o comunicado enviado pela Chancelaria turca.

Até agora, o balanço oficial de mortos era de 161 entre civis, policiais e soldados leais ao governo, enquanto o número de baixas entre os golpistas oscilava entre 20 e 104, de acordo com a nota.

O comunicado afirma que há mais de 1.400 feridos. Além disso, cerca de 6.000 pessoas foram detidas até agora em "operações contra o grupo terrorista", em referência aos golpistas.

"A tentativa de golpe foi realizada, de maneira óbvia, pela Organização Terrorista Fethullah Güllen (Feto)", afirma o ministério, adotando o mesmo termo usado pela Procuradoria para descrever, desde o ano passado, a rede de seguidores do clérigo islamita, que está exilado nos Estados Unidos.

Gülen, antigo aliado do governo turco transformado depois em principal opositor, negou todo o envolvimento no golpe.

"O golpe fracassado é o mais recente ato criminoso que revela o perigo representado pela Feto", indicou o ministério.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos