Começa convenção que deve confirmar Trump como candidato republicano

Cleveland (EUA), 18 jul (EFE).- A convenção nacional do Partido Republicano dos Estados Unidos começou nesta segunda-feira em Cleveland, no estado de Ohio, com a expectativa de designar oficialmente o empresário Donald Trump como o candidato da legenda à presidência do país nas eleições do 8 de novembro.

"Bem-vindos à Convenção Nacional Republicana de 2016", disse o presidente do comitê nacional da legenda, Reince Preibus, ao inaugurar o evento no ginásio Quicken Loans Arena, no centro de Cleveland e que conta com um efetivo de segurança de mais de 3 mil policiais.

Preibus pediu um minuto de silêncio em homenagem aos cinco policiais assassinados em Dallas no último dia 7 por um franco-atirador, assim como aos três agentes que morreram ontem da mesma forma em Baton Rouge, na Louisiana.

Cerca de 50 mil pessoas participam da convenção, das quais 15 mil são jornalistas e outros profissionais de veículos de imprensa.

O evento, que terminará na quinta-feira, também tem a presença de 5 mil delegados que representam os 50 estados dos EUA, o Distrito de Columbia (onde fica a capital do país, Washington) e cinco territórios do país.

Estes delegados serão os responsáveis por formalizar, nesta quinta, a nomeação de Trump como candidato à presidência, para enfrentar, presumivelmente, a ex-secretária de Estado Hillary Clinton, que deve ser designada na próxima semana como candidata do Partido Democrata em convenção na Filadélfia.

Os debates da jornada de hoje, que têm como lema "Tornar os EUA seguros novamente", terão foco em questões de segurança, como a luta contra o terrorismo, um assunto ao qual Trump dedicou muita atenção durante a campanha, na qual se apresentou como "o candidato da lei e da ordem".

Entre os participantes que falarão hoje no palanque montado na Quicken Loans Arena, ginásio do atual campeão da NBA, Cavaliers Cavaliers, destaca-se a esposa de Trump, a ex-modelo eslovena Melania Knauss.

O magnata declarou que irá ao discurso de sua esposa e, embora seu discurso não esteja previsto no programa de hoje, pode ser que ele faça alguma declaração surpresa.

"Bom, posso falar. Se tiver que ser sincero, quero isto. Me encantaria estar lá quando minha mulher falar", comentou hoje o multimilionário nova-iorquino em uma entrevista à rede de televisão "Fox News".

A convenção começou em Cleveland em um ambiente tenso devido ao assassinato de três policiais, ontem, em Baton Rouge (Louisiana) e aos vários protestos esperados durante o evento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos