Presidente do Cazaquistão classifica ataque em Almaty como "ato terrorista"

Astana, 18 jul (EFE).- O presidente do Cazaquistão, Nursultan Nazarbayev, classificou de "ato terrorista" o tiroteio ocorrido nesta segunda-feira em Almaty, maior cidade do país, e expressou suas condolências aos famílias e amigos das vítimas.

"Ocorreu um ato terrorista hoje em Almaty, no qual, infelizmente, houve mortos. Expresso minhas condolências aos familiares e entes queridos das vítimas, a quem forneceremos auxílio psicológico e econômico", afirmou Nazarbayev, em declaração feita em reunião a portas fechadas com o Comitê de Segurança Nacional e depois divulgada pela assessoria de imprensa da presidência.

Além disso, o líder cazaque determinou que as forças de segurança tomem as medidas necessárias para garantir a segurança e a ordem pública na cidade. "A polícia deve proteger os locais de grande reunião de cidadãos, estabelecer medidas urgentes para fornecer assistência médica aos feridos, e realizar uma investigação para encontrar os atiradores", ressaltou o presidente.

Nazarbayev pediu também que o ministro do Interior se reúna com o prefeito de Almaty para adotar iniciativas que estabilizem a situação na cidade após o ataque, que deixou quatro pessoas mortas, três delas policiais, e outros três feridos.

O Cazaquistão pôs as Forças Armadas do país em estado de alerta após o incidente em Almaty.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos