Tiroteios em Ancara durante batidas policiais deixam pelo menos quatro mortos

Ancara, 18 jul (EFE).- Quatro pessoas, todas elas civis, morreram nesta segunda-feira em três diferentes incidentes em Ancara, supostamente em relação com a onda de batidas e detenções na capital turca como consequência do fracassado golpe militar.

O primeiro incidente aconteceu perto do edifício do Supremo Tribunal, onde a polícia está realizando uma revista para prender dezenas de juízes deste corpo.

Uma pessoa ainda não identificada disparou contra os agentes que vigiavam o edifício e foi morta posteriormente pelos mesmos, afirma o jornal "Hürriyet".

Em outro incidente, que aconteceu a vários quilômetros dos tribunais, os ocupantes de um carro dispararam contra uma patrulha da polícia, que devolveu.

Um dos três ocupantes do carro morreu no tiroteio e os outros dois foram detidos.

Em um terceiro fato, uma pessoa, que depois foi identificada como um oficial do Exército, ao ser rodeado por policiais, tomou como refém o motorista de um carro, disparou contra ele e iniciou a fuga com este veículo. Depois, ele finalmente foi detido.

Os dois motoristas sequestrados morreram e há dois agentes feridos no tiroteio, enquanto o homicida foi identificado como um oficial do Exército que tinha participado da tentativa do golpe de sexta-feira, afirma o citado jornal.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos