Assembleia francesa aprova prolongamento de estado de emergência por 6 meses

Paris, 20 jul (EFE).- A Assembleia Nacional da França votou nesta quarta-feira (data local) a favor de prolongar o estado de emergência por seis meses, até janeiro de 2017, após o recente atentado de Nice e devido à elevada ameaça terrorista que persiste no país.

Por volta das 2h (horário local, 21h de terça-feira em Brasília), os deputados aprovaram o artigo do projeto de lei que estende a medida de exceção em meio ano ao invés dos três meses que eram a intenção inicial do governo.

No entanto, a pressão da oposição de direita acabou obrigando o Executivo socialista a ampliar mais que o previsto o estado de emergência, vigente no país desde os atentados do último dia 13 de novembro em Paris.

Alguns legisladores do partido conservador Republicanos e da extrema direita tentaram sem sucesso que a medida se prolongasse por um ano.

Por sua vez, a oposição à esquerda do Partido Socialista voltou a votar contra o prolongamento do estado de emergência, uma medida que, segundo sua opinião, não servirá para solucionar a ameaça terrorista.

O projeto de lei que regula o estado de emergência contém também um endurecimento de suas disposições, incluindo um artigo, que ainda tem que ser votado pelos deputados esta noite, que permite a inspeção e registro da informação de telefones celulares e computadores apreendidos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos