Pelo menos sete militares morrem em combates no leste da Ucrânia

Kiev, 19 jul (EFE).- Pelo menos sete militares ucranianos morreram e outros 14 ficaram feridos em combates registrados nas últimas 24 horas no leste da Ucrânia, informou nesta terça-feira o porta-voz da presidência ucraniana, Andrei Lisenko.

"Nas passadas 24 horas, em ações de combate morreram sete militares ucranianos e outros 14 ficaram feridos", disse Lisenko em seu habitual comparecimento perante a imprensa para dar o boletim de baixas na zona do conflito com os separatistas pró-Rússia.

Segundo o porta-voz, os separatistas lançaram vários ataques com o uso de morteiros, lança-granadas e metralhadores pesadas em vários setores da linha de separação de forças nas regiões de Lugansk e Donetsk.

A tensão no leste da Ucrânia aumentou de maneira consideravelmente nas últimas semanas.

Pouco depois de completar um ano e meio da assinatura dos Acordos de Minsk, Kiev e os separatistas foram incapazes de manter o cessar-fogo apesar das várias tréguas declaradas.

A Rússia e os rebeldes insistem que os Acordos obrigam a Ucrânia a negociar com representantes locais dos territórios sublevados, enquanto Kiev deixou claro que só falará com deputados locais que saiam de eleições realizadas de acordo às leis ucranianas e supervisadas pela OSCE.

A Ucrânia se nega a reconhecer a legitimidade das autoridades rebeldes para negociar a parte política do Acordo ao entender que chegaram ao poder "com ajuda da agressão russa".

Neste contexto, Kiev exige de Moscou que retire seus soldados do leste da Ucrânia e entregue aos militares ucranianos o controle de toda a fronteira entre ambos países, apesar de Rússia insistir que não tem tropas na Ucrânia.

Segundo os últimos dados da ONU, cerca de 10 mil pessoas, entre combatentes e civis, morreram no leste da Ucrânia desde a explosão do conflito armado, em abril de 2014.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos