Travesti argentina recorre à justiça para que plano de saúde cubra implantes

Buenos Aires, 19 jul (EFE).- Uma travesti recorreu à justiça da Argentina para fazer com que o plano de saúde do trabalho cubra uma intervenção cirúrgica de implantes mamários e de glúteos, informaram fontes judiciais nesta terça-feira.

O recurso, que defende que as cirurgias deste tipo são contempladas pela legislação argentina sobre a identidade de gênero, foi apresentado a um tribunal da cidade de Rosário, a cerca de 300 quilômetros de Buenos Aires, por Silvia Cicutto, segundo divulgou a agência estatal "Télam".

As cirurgias tinham sido recusadas pelo Instituto Autárquico Provincial de Obra Social (Iapos), o seguro médico que agora deverá informar os motivos pelos quais não aceitou cobrir o procedimento.

Segundo disseram fontes do caso à "Télam", o preço das intervenções requeridas pela pessoa, que é funcionária de uma escola de Rosário, chegaria a cerca de 100 mil pesos (R$ 21 mil).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos