Pence aceitará hoje indicação como companheiro de chapa de Trump

Cleveland (EUA.), 20 jul (EFE).- O governador de Indiana, Mike Pence, aceitará nesta quarta-feira sua indicação como companheiro de chapa do candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, durante a convenção do partido que está sendo realizada em Cleveland, no estado de Ohio.

"Hoje teremos a apresentação de Mike Pence", anunciou o diretor de campanha de Trump, Paul Manafort, em entrevista coletiva.

Trump anunciou na última sexta-feira que Pence, um ultraconservador bem avaliado pelo núcleo tradicional do partido, será seu vice-presidente nas eleições de novembro.

O discurso do governador será o grande evento do terceiro dia da convenção, junto da participação do terceiro filho de Trump, Eric.

Também subirão no palanque Ted Cruz, senador pelo Texas, e maior rival de Trump nas eleições primárias, o ex-presidente da Câmara dos Representantes Newt Gingrich, um dos que foi cotado como candidato à vice-presidente, e o governador da Flórida, Rick Scott.

Pence falará sobre sua carreira política, seus mais de dez anos como congressista por Indiana e seu mandato como governador.

O diretor de campanha de Trump revelou alguns detalhes sobre a escolha de Pence, um processo que começou a três meses. O empresário conheceu o governar durante a preparação para as primárias de Indiana, na qual venceu Cruz e praticamente consolidou seu nome como o indicado do partido nas eleições presidenciais.

"Trump me pediu para buscar dados sobre Indiana antes de fazer campanha lá e o que vi foi uma mensagem muito importante para ele (sobre Pence), como uma grande queda do desemprego, por exemplo. Quando começamos o processo de escolha (do vice), ele me disse que queria Pence na lista", afirmou Manafort.

Perguntado se há sintonia entre os dois companheiros de chapa, o diretor de campanha disse que os dois jogaram golfe, passaram um fim de semana juntos e tiveram um café da manhã na casa do governador.

"Os dois são homens de família. Talvez tenham personalidades diferentes, mas compartilham uma visão similar. Pence nunca tem um 'não' como resposta, e essa é uma atitude muito atrativa para Trump. Passaram dois anos juntos? Não, mas estão em uma situação cômoda e isso crescerá", completou.

Questionado se a campanha de Trump tem um tom duro, como alegado pela imprensa local, Manafort defendeu que isso é um eco do descontentamento de muitos cidadãos com a situação do país.

"Esse não é o tom da convenção, é um cenário. O tom que eu vi ontem foi de alegria pela nomeação do candidato à Casa Branca", disse o diretor de campanha, se referindo à confirmação do empresário como o candidato do partido para as eleições.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos