Turquia fecha 626 escolas como medida contra simpatizantes de golpe

Istambul, 20 jul (EFE).- O Ministério da Educação da Turquia decretou nesta quarta-feira o fechamento de 626 instituições de ensino, dentro das medidas tomadas pelo governo do presidente do país, Recep Tayyip Erdogan, para expurgar do setor público eventuais simpatizantes do fracassado golpe militar da última sexta-feira.

O fechamento afeta 524 colégios privados e 102 escolas de outro tipo. Segundo o governo, a justificativa para o encerramento das atividades é que seus responsáveis poderiam ter cometido "crimes contra a ordem constitucional", de acordo com a emissora "CNNTÜRK".

Ao mesmo tempo, a Turquia retirou as licenças de 21.638 pessoas que trabalhavam nessas instituições de ensino, uma medida já divulgada ontem, disse a "CNNTÜRK".

Também subiu de 15.200 para 21.738 o número de professores do Ministério da Educação que foram suspensos de seus empregos enquanto averiguam se eles têm eventuais vínculos com Fethullah Gülen, um clérigo muçulmano exilado nos Estados Unidos que o governo turco acusa de ser o cérebro da tentativa de golpe no país.

Dessa forma, já são mais de 55 mil trabalhadores, tanto públicos como privados, que ficaram sem emprego devido à tentativa de golpe.

Os colégios privados de apoio, que desempenham um importante papel para preparar os alunos do ensino médio para o vestibular, foram durante duas décadas o setor com mais presença de seguidores de Gülen e uma importante fonte de receitas.

A confraria era então a força social que mais apoio recebia do governo islamita do partido AKP, fundado por Erdogan. Mas Gülen se transformou em um rival do presidente em 2013, quando ele determinou o fechamento de todos os colégios de apoio escolar, em um movimento para atingir a captação econômica do movimento do clérigo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos