Com fortes medidas de segurança, festa nacional belga reúne 60 mil pessoas

Bruxelas, 21 jul (EFE).- Marcada por fortes medidas de segurança e pela sombra do atentado de Nice no último dia 14 de julho, a festa nacional da Bélgica já reuniu nesta quinta-feira mais de 60 mil pessoas na capital Bruxelas, e o número pode aumentar ainda mais até a queima de fogos de artifício, marcada para as 23h (hora local; 18h de Brasília).

A programação transcorre, por enquanto, sem incidentes, exceto pela localização de um veículo suspeito que a polícia inspecionou perto das comemorações por ver que continha uma caixa com fios, que posteriormente foi verificado que era parte de um equipamento para filmagens.

Segundo a agência estatal de notícias belga, a polícia também realizou revistas "sistemáticas" nos participantes, aos quais havia pedido que fossem aos festejos sem mochilas ou bolsas grandes.

O tradicional desfile militar ocorreu com normalidade, na presença da família real belga, com os monarcas, Philippe e Mathilde, junto com seus quatro filhos e o príncipe Laurent, irmão do rei, e outras autoridades, embora a irmã do rei, a princesa Astrid, não tenha comparecido.

O desfile civil e militar homenageou os serviços de emergência que trabalharam nos atentados do 22 de março no metrô de Bruxelas e no aeroporto de Zaventem.

As principais ruas onde houve comemorações pela festa nacional permanecem bloqueadas ao tráfego.

Após o atentado de Nice, no qual um cidadão tunisiano usou um caminhão para atropelar uma multidão e causou 84 mortes, o governo belga decidiu reforçar as medidas de segurança para hoje e enviou uma mensagem de tranquilidade aos cidadãos do país para que participassem das comemorações.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos