Costa-riquenha vira cabo eleitoral e convence próprio marido a votar em Trump

Cristina García Casado.

Cleveland (EUA.), 21 jul (EFE).- Giselle Goeller, uma imigrante costa-riquenha, convenceu seu próprio marido, Tom, norte-americano, de apoiar o candidato republicano à presidência dos Estados Unidos, Donald Trump, e agora o casal está em engajado em ser convencer seus amigos latinos sobre os valores defendidos pelo empresário.

"Eu apoiava Ted Cruz, mas foi minha mulher, que é da Costa Rica, quem me convenceu que o melhor candidato era Trump", disse à Agência Efe Tom Goeller, na Quicken Loans Arena, ginásio do Cleveland Cavaliers, que recebe nesta semana a Convenção Republicana.

Tom, que vive no estado de Maryland, se registrou para votar pelo Partido Democrata em 1980, aos 18 anos, mas acabou mudando de ideia e apoiando o então candidato republicano à presidência, Ronald Reagan, que o fez se tornar em um apoiador do partido.

Em 2001, durante as férias que passava na Costa Rica, conheceu Giselle, que se mudou para os EUA três anos depois. Em seguida, a imigrante se identificou com os valores do Partido Republicano, apesar da maioria do eleitorado hispânico ser democrata.

"Eu falo muito com meus amigos latinos, para fazê-los entender que nossos valores são os dos republicanos. Eles também são contrários ao aborto, ao casamento homossexual. Então, por que votam nos democratas?", afirmou Giselle em entrevista à Efe.

"Muitos hispânicos são influenciados pelo que a imprensa progressista diz. Só assistem canais em espanhol como a 'Univisión' e a 'CNN', acreditando em tudo o que eles dizem. Mas isso não é a verdade. Quando explico para eles, eles se dão conta", disse.

"Nossos amigos hispânicos, muitos em situação irregular, pensam o mesmo que os republicanos, mas não sabem disso ainda. Giselle fala com eles e tenta educá-los sobre diferentes temas", explicou Tom.

"A maioria é contra o abordo, a maioria é contra o casamento homossexual, a maioria é contra os impostos. São cristão fervorosos. Mas seguem apoiando os democratas. Têm medo de serem deportados", completou o marido da "cabo eleitoral" de Trump.

"Reagan afirmou há décadas que os latinos são republicanos, mas não sabem disso ainda. E, segundo as pesquisas eleitorais, a maioria segue sem saber", completou Tom.

O eleitor hispânico compartilha com o Partido Republicano o conservadorismo social em temas como o aborto ou o casamento homossexual, mas apoia os democratas em questões como os auxílios sociais e porque a firme retórica republicana contra a imigração fez com que a legenda se transformasse em "inimiga" dos latinos.

"Isso não é verdade. Estou farto de dizerem que somos racistas. Eu não sou racista, me casei com uma hispânica. E não somos contrários à imigração. Somos contra à imigração ilegal. É preciso seguir as regras", esclarece Tom.

Giselle revela que sua família na Costa Rica está "muito confusa" sobre o Partido Republicano porque "só assistem à 'CNN' em espanhol, que tem uma opinião muito esquerdista".

O filho mais velho do casal, que já está na universidade, também votará em Trump em novembro. "Ele é da Costa Rica e foi testemunha dos terríveis efeitos da medicina e outras políticas socialistas", afirmou Giselle.

Durante o processo das eleições primárias republicanas, Giselle e Tom tiveram "apaixonadas conversas" sobre quem era o melhor candidato para o país, Trump ou Cruz.

"Nossas diferenças não eram tão claras. Tom não gostava da maneira como Trump insultava os outros candidatos, mas estava de acordo com a maioria das coisas que ele defendia. Sobre todas suas firmes posições quanto à imigração ilegal", disse a costa-riquenha.

"Gostei de Trump porque ele não é o típico candidato politicamente correto. Ele propôs construir um muro e fechar as fronteiras, diz as coisas como são e não fica fazendo rodeios. É contrário a receber mais refugiados. É o candidato que pode dar segurança a esse país", afirmou Giselle.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos