EI sequestra 20 jovens acusados de hastear bandeira do Iraque em Mossul

Mossul (Iraque), 21 jul (EFE).- O Estado Islâmico (EI) sequestrou nesta quarta-feira 20 jovens acusados pelo grupo de ter hasteado uma bandeira do Iraque na cidade de Mossul, no norte do país, considerada como um dos principais redutos da organização terrorista.

O governador da província de Mossul, na qual está a cidade de mesmo nome, Hussein Ali Hayem, disse à Agência Efe que a bandeira do Iraque foi hasteada no alto de uma torre de comunicações.

A ação irritou os jihadistas, que sequestraram 20 jovens e os conduziram a um local desconhecido. Eles foram acusados pelo grupo de "içar a bandeira de um país descrente e desobedecer as leis do califado". O EI costuma classificar o governo iraquiano de "regime descrente" por ser de orientação xiita.

Hayem afirmou que também foram hasteadas bandeiras iraquianas nos bairros de Sumer e Al Farouk, como um sinal de desafio e rejeição à presença do EI por parte dos moradores da cidade.

Além disso, se propagam pelos muros de Mossul palavras de ordem que pedem a saída do grupo da cidade. Entre as pichações, destaque para a letra árabe "mim", transliterada para o "m" em português, como símbolo da palavra "muqauama", que significa resistência.

As Forças Armadas do Iraque começaram uma campanha para expulsar o EI da província de Ninawa, da qual Mossul é capital, no fim de março, com o apoio das tropas curdas "peshmergas", a milícia árabe sunita Multidão dos Clãs e cobertura área da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos.

No último dia 9, as tropas retomaram das mãos do EI o controle da estratégia base área de Al Qayara, localizada a 13 quilômetros da cidade de mesmo nome.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos