Ivanka Trump apresenta seu pai como "defensor público" e "candidato do povo"

Cleveland (EUA), 21 jul (EFE).- A filha mais velha de Donald Trump, Ivanka, apresentou seu pai nesta quinta-feira como um "defensor público" durante o processo de primárias e "o candidato do povo" agora que é o indicado oficial do Partido Republicano para as eleições presidenciais de novembro.

"Durante mais de um ano foi o defensor público e hoje é o indicado do povo", afirmou Ivanka, de 34 anos e uma das principais assessoras do magnata em sua campanha presidencial.

"Este é o momento e Donald Trump é a pessoa certa para fazer os Estados Unidos grandes de novo", disse, entre uma enorme ovação de delegados e convidados, antes do discurso de aceitação de seu pai, com o qual hoje se encerra a Convenção Republicana de Cleveland (Ohio).

Ivanka, que pronunciou seu discurso com mestria e um sorriso permanente, assegurou que "ninguém tem mais fé no povo" que seu pai.

"Ele será o maior aliado de vocês, o verdadeiro e mais leal defensor", prometeu perante as dezenas de milhares de pessoas que abarrotam o ginásio Quickens Loans Arena de Cleveland.

"Quando meu pai diz que fará os Estados Unidos grandes de novo, ele vai cumprir", garantiu, lembrando o lema de campanha do magnata ("Make America Great Again").

Com um vestido rosa e seu impecável cabelo comprido loiro, Ivanka pronunciou o discurso mais profissional de todos os que deram nos quatro dias da convenção seus irmãos Donald Jr e Eric, sua meia-irmã Tiffany e a terceira esposa de seu pai, Melania.

"A mudança real, o tipo de mudança que não vemos em décadas, só poderá vir de fora do sistema", afirmou Ivanka, indicando que ela vota mais com base no que é correto para sua família e seu país que com base na afiliação partidária.

"Meu pai é incapaz de pensar pequeno. Quando era menina me disse: 'Ivanka, se você tem que pensar de alguma maneira, pense grande'", contou, em um discurso que convenceu tanto os delegados e convidados do convenção como os muitos que comentaram nas redes sociais que ela deveria ser a candidata.

"Ele lutará por vocês. Todas as coisas vão ser possíveis a partir de janeiro do próximo ano", concluiu, antes de receber seu pai no palanque, no meio de um enorme ovação, com o público de pé aos gritos de "Trump, Trump", e "U-S-A, U-S-A".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos