Justiça nigeriana libera uso de véu nas escolas públicas

Lagos, 22 jul (EFE).- A Justiça da Nigéria emitiu uma ordem que autoriza às alunas a usar o véu islâmico nas escolas públicas primárias e de ensino médio do estado de Lagos, no sul do país, onde isso era proibido.

A decisão foi do Tribunal de Apelação de Lagos, a capital comercial do país, que anulou a sentença emitida em outubro de 2014 que não permitia o uso do véu por considerar que não fazia parte do uniforme escolar.

Após a restrição, algumas estudantes entraram com recurso por entenderem que representava uma violação aos direitos de liberdade de pensamento, religião e educação. Por unanimidade, o Tribunal de Apelação aceitou e considerou que as alunas têm o direito a cobrir a cabeça com o véu islâmico porque é um ato de culto e sua proibição constitui uma violação de seus direitos.

"Esta é uma vitória para a religião Islâmica. É uma vitória para os muçulmanos", afirmou ao jornal "Vanguard News" o presidente da Associação de Estudantes Muçulmanos da Nigéria em Lagos, Saheed Ashafa, ao saber da decisão.

Ele pediu que todos respeitem a sentença que "deveria marcar o fim do assédio e da vergonha" às estudantes que utilizam o véu no país, de maioria muçulmana no norte e predominantemente cristã no sul.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos