Obama oferece à Alemanha "toda a ajuda" necessária após tiroteio em Munique

Washington, 22 jul (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ofereceu à Alemanha "toda a ajuda" que possa ser necessária para fazer frente ao tiroteio ocorrido nesta sexta-feira em um shopping de Munique, no qual morreram pelo menos seis pessoas.

Na Casa Branca, Obama disse ter sido informado do ocorrido em Munique e comentou que se trata de uma "situação ativa", razão pela qual ainda é cedo para saber "o que está acontecendo exatamente".

A Alemanha "é um de nossos aliados mais próximos", ressaltou Obama, ao prometer a esse país "toda a ajuda" que possa necessitar, em breves declarações feitas durante uma reunião com membros das forças de segurança dos EUA.

Pouco depois, a Casa Branca detalhou que Obama está sendo informado e recebendo atualizações sobre a "situação em desenvolvimento" em Munique por sua principal assessora contra o terrorismo, Lisa Monaco.

Por sua parte, a diretora do escritório de imprensa do Departamento de Estado dos EUA, Elizabeth Trudeau, comentou que o governo está seguindo "de perto" os eventos da Alemanha e trabalhando com as autoridades locais para determinar se há cidadãos americanos afetados.

"Nossos pensamentos estão com as vítimas e suas famílias", declarou Trudeau em entrevista coletiva.

Após o tiroteio em Munique, a polícia afirmou que existe um "alto alerta terrorista" e que os autores do ataque usaram "armas longas" no ataque.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos