Argentina condena atentado que deixou pelo menos 80 mortos em Cabul

Buenos Aires, 23 jul (EFE).- O Governo da Argentina condenou o atentado que deixou neste sábado pelo menos 80 mortos e mais de 200 feridos em Cabul, e que foi reivindicado pelo grupo terrorista Estado Islâmico (EI).

"A República Argentina envia suas condolências e solidariedade ao governo e ao povo afegão, assim como aos familiares das vítimas", expressa o Ministério das Relações Exteriores do país em comunicado.

A Argentina reafirma "sua vontade de aprofundar a luta contra o terrorismo e de assegurar a paz e a segurança internacionais, no marco do direito internacional e do respeito aos direitos humanos", conclui o texto.

O ataque teve como alvo uma manifestação pacífica da minoria étnica hazara, que protestava contra um projeto do governo no setor de energia, e segundo as autoridades afegãs, no atentado participaram três agressores.

Um deles conseguiu detonar os explosivos que tinha junto ao corpo, o segundo falhou em sua tentativa de ativar seu colete explosivo e o terceiro foi abatido por disparos das forças de segurança.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos