Ataque suicida em região de maioria xiita mata 21 pessoas em Bagdá

Em Bagdá

  • Sabah Arar/AFP

    Homem limpa o chão ensanguentado do local do atentado, reivindicado pelo Estado Islâmico

    Homem limpa o chão ensanguentado do local do atentado, reivindicado pelo Estado Islâmico

Ao menos 21 pessoas morreram neste domingo (24) e 35 ficaram feridas em um ataque suicida realizado na região de maioria xiita de Al Kazemiya, no norte de Bagdá, informou à Agência Efe uma fonte da polícia iraquiana.

A fonte acrescentou que o suicida detonou esta manhã o colete com explosivos que levava junto ao corpo na praça de Aden. A explosão também danificou vários veículos próximos.

As forças de segurança cercaram a área do atentado e levaram os feridos ao hospital de Al Kazemiya, próximo ao local do ataque, acrescentou a fonte.

Em Al Kazemiya, fica o mausoléu xiita de Moussa al Kazem, um dos 12 imames deste credo do Islã.

Bagdá vive em um estado de alerta devido ao atentado terrorista cometido pelo grupo jihadista Estado Islâmico no último dia 3 na região de maioria xiita de Al Karrada, que causou a morte de pelo menos 292 pessoas.

Após esse atentado suicida, com o uso de um carro-bomba, aconteceram mostras de raiva e indignação em relação aos governantes iraquianos por não terem evitado um novo ataque contra um bairro de maioria xiita de Bagdá, o mais mortífero no Iraque em anos.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos