Polícia encontra materiais para fabricar bombas em albergue de Ansbach

Ansbach (Alemanha), 25 jul (EFE).- A polícia alemã encontrou diversos materiais que podem ser utilizados para fabricar bombas no quarto do solicitante de asilo sírio, que ontem se matou ao detonar uma bomba que deixou 15 pessoas feridas, ocupava em um albergue de Ansbach.

Em uma coletiva de imprensa para apresentar os últimos detalhes da investigação, a polícia explicou que encontrou, entre outros materiais, uma vasilha de gasolina, ácido clorídrico, pilhas, arames, além de um computador portátil com imagens de violência relacionadas com o grupo terrorista Estado Islâmico.

O homem, que contava até com seis perfis em Facebook, tinha além disso dois telefones celulares, várias cartões SIM e um "várias notas de 50 euros".

A explosão, que lançou peças de metal a 20 metros de distância, o matou de forma imediata.

Na autópsia realizada no homem, original de Aleppo e de 27 anos, foi revelado que tinha "ferimentos de guerra" nas pernas e nos pés, embora Fertinger tenha afirmado que ainda é preciso investigar se tinha participado de combates em seu país.

Segundo informou na mesma entrevista coletiva o ministro do Interior do estado federado da Baviera, Joachim Herrmann, no celular do jovem foi encontrado um vídeo no qual ameaçava em árabe atentar na Alemanha em nome do Islã e se declarava seguidor de Abu Bakr al-Baghdadi, o líder da organização terrorista Estado Islâmico (EI). EFE

nl-gc-rz/ff

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos