Terremoto de 6,1 graus atinge regiões do norte do Chile

Santiago do Chile, 25 jul (EFE).- Um tremor de 6,1 graus de magnitude sacudiu nesta segunda-feira as regiões de Antofagasta, Atacama e Coquimbo, no norte do Chile, sem registro de vítimas, mas de alguns danos leves, segundo disseram as autoridades.

O tremor de terra ocorreu às 13h26 (mesmo horário de Brasília) e seu epicentro se localizou no litoral, 30 quilômetros ao nordeste de Chañaral e a cerca de 1.000 da capital Santiago, na região de Atacama, informou o Centro Sismológico Nacional.

O hipocentro esteve a 77,7 quilômetros de profundidade, segundo o mesmo organismo, enquanto o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS) o situou a 68,5 quilômetros sob a superfície e calculou sua magnitude em 6,2.

Por sua vez, o Serviço Hidrográfico e Oceanográfico da Marinha do Chile indicou que o sismo não reuniu as condições necessárias para gerar um tsunami no litoral do país.

Os moradores da província de Chañaral, onde o sismo alcançou VI graus de intensidade na escala internacional de Mercalli, publicaram fotografias no Twitter de vários deslizamentos de terras nas colinas próximos à mina El Salvador.

Além disso, em vários imóveis o sismo provocou a queda de lâmpadas e objetos que estavam em armários, como adornos e taças, e de prateleiras em alguns supermercados.

Mais cedo, às 10h59, um sismo de magnitude 4,7 sacudiu parte da região de Coquimbo, com seu epicentro 30 quilômetros ao oeste de Punitaqui e a cerca de 380 de Santiago, que por sua vez foi afetada por um tremor de magnitude 4,8 às 8h08, cujo epicentro esteve na Cordilheira dos Andes, a apenas 35 quilômetros da capital chilena. EFE

mc-ns/rsd

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos