Cuba celebra Dia da Rebeldia dedicado a Fidel Castro

Havana, 26 jul (EFE).- Cuba celebra nesta terça-feira o Dia da Rebeldia Nacional, uma das datas mais importantes no calendário do país, com um ato na central cidade de Sancti Spíritus dedicado ao ex-presidente e "líder histórico da Revolução" Fidel Castro e seu próximo aniversário de 90 anos em 13 de agosto.

O líder cubano, Raúl Castro, vestido com traje militar, presidiu a cerimônia que lembra o fracassado ataque ao Quartel Moncada em Santiago de Cuba, há 63 anos, acompanhado pelos principais líderes do governo e do Partido Comunista (PCC), incluído o número dois dessa formação, José Ramón Machado Ventura.

Ventura, encarregado de oferecer o discurso principal, começou enviando, "nesta data de tão especial significado", a "mais cálida felicitação ao companheiro Fidel Castro, líder histórico da Revolução, em seu próximo 90° aniversário", palavras recebidas entre o público com gritos de "Viva Fidel" e "felicidades".

O segundo secretário do PCC aproveitou também para ratificar ao ex-governante cubano o "compromisso de seguir sendo fiel às ideias pelas quais lutou ao longo de sua vida", e garantiu que manterão "sempre vivos o espírito de resistência", "o pensamento dialético" e a "fé na vitória".

Ventura lembrou, além disso, o discurso pronunciado por Fidel na mesma praça "Serafín Sánchez" de Sancti Spíritus durante a celebração de 26 de julho de 1986, no qual o líder -que completará nove décadas de vida em 13 de agosto- fez um chamado a considerar o trabalho como a principal fonte de riqueza.

Ventura fez alusão mais adiante ao processo de consulta popular da versão atualizada das "orientações da política econômica e social" -como é conhecido o plano de reformas impulsionados por Raúl Castro desde 2011-, aprovada no VII Congresso do PCC em abril.

O número dois ressaltou que "praticamente todo o povo tomou parte ativa no processo realizado há mais de cinco anos" e que hoje continua a revisão destes documentos por "centenas de milhares" de militantes comunistas e representantes de setores sociais.

O histórico dirigente da Revolução concluiu seu discurso com uma felicitação aos habitantes da província de Sancti Spíritus por ser sede da celebração, que normalmente é realizada no território do país com os melhores resultados econômicos no ano.

Ventura lembrou finalmente a complexa situação econômica que hoje Cuba atravessa e fez referência às orientações do presidente Raúl Castro na passada sessão plenária do parlamento, consideradas uma "bússola" para seguir adiante, "sem espaço para improvisos".

O ato político e cultural incluiu atuações de música e dança e contou com a presença de combatentes do Exército Rebelde e participantes dos fatos de 26 de julho, junto a integrantes de brigadas internacionais de solidariedade com Cuba.

O Dia da Rebeldia Nacional celebra a primeira ação armada que o ex-presidente cubano Fidel Castro liderou, em 26 de julho de 1953, contra o regime de Fulgencio Batista, ao atacar os quartéis Moncada, em Santiago de Cuba, e Carlos Manuel de Gramados, na cidade de Bayamo, ao oriente do país.

Embora os ataques tenham fracassado e resultaram na morte e prisão dos agressores, esta data é considerada oficialmente o início da revolução que levou Fidel Castro ao poder, em 1º de janeiro de 1959, e é festejada com maciços atos políticos nos quais normalmente o governante do país é o orador principal.

Desde que assumiu o poder em 2006 para substituir seu irmão Fidel, afastado do mandato pela debilitada saúde, Raúl Castro, de 85 anos, delegou essa responsabilidade em várias ocasiões nos últimos anos.

A central província de Sancti Spíritus, localizada a 350 quilômetros de Havana e com uma população de mais de 466 mil habitantes, foi selecionada como sede do ato nacional por seus resultados no turismo, na safra açucareira, na colheita de arroz e na produção de alimentos, entre outras conquistas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos