Marine le Pen critica falta de ação do governo após atentado em igreja

Paris, 26 jul (EFE).- A presidente do partido ultradireitista Frente Nacional (FN), Marine le Pen, falou nesta terça-feira sobre a inercia dos que governaram a França nas últimas três décadas e sua "responsabilidade imensa", em reação ao atentado jihadista desta manhã contra uma igreja na Normandia.

"A responsabilidade de quem nos governa há 30 anos é imensa. Vê-los conversar é revoltante!", escreveu no Twitter sobre o ataque no qual o padre Jacques Hamel, de 84 anos, da Igreja de Saint-Étienne-du-Rouvray foi morto outras duas pessoas ficaram feridas, uma delas com gravidade.

A líder da extrema-direita francesa qualificou de "horrível" esse ataque e fez enfatizou que o modo os criminosos agiram abre brecha para "temer um novo atentado dos terroristas islamitas".

Os dois autores do sequestro foram abatidos pela Polícia e tinham reivindicado filiação ao Estado Islâmico, segundo o presidente francês, François Hollande. Caso confirmado, esse seria o primeiro ato de terrorismo de linha radical islâmica contra um alvo católico na Europa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos