Obama considera "possível" que Rússia esteja por trás de vazamento de e-mails

Washington, 26 jul (EFE).- O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, considerou "possível" nesta terça-feira que a Rússia esteja por trás do vazamento ao Wikileaks de e-mails do Comitê Nacional Democrata (DNC, na sigla em inglês) para intervir nas eleições presidenciais de novembro.

"Tudo é possível", disse Obama em uma entrevista à emissora de televisão "NBC News" quando perguntado se a Rússia pretende interferir nos pleitos americanos.

O vazamento no final de semana de cerca de 20.000 e-mails evidenciou que dirigentes democratas tentaram favorecer a ex-primeira-dama Hillary Clinton frente ao senador Bernie Sanders durante o processo de primárias.

Como resultado desse vazamento, Debbie Wasserman Schultz, a presidente do Comitê Nacional Democrata, anunciou sua renúncia.

Durante a entrevista à "NBC News", Obama lembrou que o FBI (polícia federal americana) ainda está investigando ao vazamento, mas deu sua opinião sobre o suposto envolvimento russo, como sustenta a campanha de Hillary.

"Sabemos que os russos pirateiam nossos sistemas, não só os sistemas governamentais, mas também os sistemas privados", comentou o presidente americano.

"Os motivos do vazamento, não posso dizê-los abertamente. O que sei é que Donald Trump expressou sua admiração por Vladimir Putin repetidas vezes", insinuou Obama.

Finalmente, o presidente americano constatou que Trump "recebeu boa recepção da imprensa" na Rússia.

Por meio de sua conta no Twitter, Trump também opinou sobre as acusações que apontam para os russos: "A nova piada da moda é que a Rússia vazou os e-mails desastrosos do Comitê Nacional Democrata porque eu gosto de Putin".

O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, negou hoje qualquer responsabilidade do Kremlin no vazamento, assim como as acusações que a Rússia quer influenciar nos pleitos presidenciais de novembro.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos