Simpatizantes e delegados de Sanders protestam contra indicação de Hillary

Da Filadélfia (EUA)

  • Charles Mostoller/Reuters

    Apoiadores de Sanders protestam após nomeação de Hillary como candidata

    Apoiadores de Sanders protestam após nomeação de Hillary como candidata

Centenas de delegados e simpatizantes de Bernie Sanders se sentaram nesta terça-feira (26) nas tendas para a imprensa instaladas na Convenção Democrata dos Estados Unidos para protestar contra a indicação de Hillary Clinton como a candidata do partido nas eleições presidenciais de novembro.

Poucos minutos depois da eleição de Hillary, que foi por aclamação a pedido de Sanders, simpatizantes do senador por Vermont iniciaram um protesto pacífico nas tendas onde milhares de jornalistas cobrem a Convenção Democrata.

"Meu partido me traiu hoje, fui uma democrata por 35 anos e, é uma pena, mas meu partido me traiu", disse à Agência Efe Nadine Gallagher, uma delegada de Oklahoma e professora que durante um ano se dedicou a participar da campanha de Sanders depois do trabalho.

"Acredito que Hillary ganhou fazendo trapaças. Sou uma professora e, se meus alunos fazem trapaças, o exame é suspenso. Era a vez de Sanders e o Partido Democrata fez de tudo para que ela fosse escolhida", considerou Gallagher, que assegura que não votará em novembro na ex-secretária de Estado "sob nenhuma circunstância".

Na mesma linha, Jane Kanagy, delegada de Ohio, comentou à Efe que está "chateada com o partido".

Kanagy comentou que, durante a convenção, não foi abordado o escândalo pelos e-mails vazados do Comitê Nacional Democrata (DNC) que revelaram estratégias de funcionários do partido para debilitar a campanha de Sanders em favor de Hillary.

"Eu não posso votar por suas políticas e sua plataforma", opinou Kanagy sobre Hillary.

Conheça a trajetória política de Hillary Clinton

  •  

 

A ex-secretária de Estado e ex-primeira-dama fez história hoje ao se transformar na primeira mulher candidata à presidência dos EUA por um dos dois grandes partidos do país.

Os delegados democratas de todo o país já a haviam eleito formalmente como candidata quando Hillary superou os 2.383 votos necessários com os apresentados por Dakota do Sul.

No final da votação, Hillary obteve o apoio de 2.842 delegados, enquanto Sanders recebeu o apoio de 1.865 e houve 56 abstenções.

O estado de Sanders, Vermont, pediu para ser o último a votar e, quando chegou a vez, o senador cedeu todos os delegados que apoiavam sua candidatura na Convenção Democrata e pediu uma votação unânime em favor da ex-secretária de Estado.

 

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos