Atentado na Síria deixa 31 mortos e 170 feridos, afirma emissora de TV

Beirute, 27 jul (EFE).- Pelo menos 31 pessoas morreram nesta quarta-feira e outras 170 ficaram feridas após duas explosões na cidade de Qameshli, na Síria, de maioria curda e perto da fronteira com a Turquia, segundo informações da televisão oficial do país árabe.

A emissora afirmou que as explosões aconteceram na parte ocidental da população e não descartou que o número mortos aumente.

Por sua vez, o Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH) diminuiu o número de mortos para 14 e acrescentou que há dezenas de feridos.

A ONG explicou que o atentado, perpetrado com um veículo carregado com explosivos, teve como alvo um edifício da Agência de Defesa, pertencente à autoproclamada Administração autônoma curdo-síria, e um quartel das "Asayish", força de segurança curda, no distrito ocidental da cidade.

O "Asayish" confirmou em sua conta no Twitter a explosão de um carro-bomba no bairro oeste de Qameshli, sem oferecer mais detalhes.

Qameshli, localizada no norte da província nordeste síria de Al-Hasakah, é a "capital de fato" das zonas da administração autônoma curdo-síria, que compreende as regiões de Afrin, Kobani, Al Jazeera e Tel Abiad.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos