CIDH elege brasileiro Paulo Abrão como secretário-executivo

Washington, 27 jul (EFE).- A Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH) elegeu nesta quarta-feira o brasileiro Paulo Abrão como seu secretário-executivo, substituindo o mexicano Emilio Álvarez Icaza.

Em comunicado, a CIDH informou que propôs a nomeação de Abrão ao secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA), Luis Almagro, e que este o designou para o posto por um período de quatro anos.

A experiência acadêmica e trajetória são latentes na vida do novo secretário, que tem doutorado em direito e é professor dessa matéria no Brasil e na Espanha.

Além disso, Abrão é secretário-executivo do Instituto de Políticas Públicas em Direitos Humanos do Mercosul e presidente da Comissão de Anistia do Brasil, assim como responsável das políticas de reparação e memória para as vítimas da ditadura brasileira.

Entre os cargos que ocupou anteriormente, estão o de secretário nacional de justiça, presidente do Comitê Nacional para os Refugiados e do Comitê Nacional contra a tráfico humano no Brasil, informou a CIDH em seu comunicado.

O currículo de Abrão se estende nos âmbitos de direitos humanos, políticas públicas, financeiras e orçamentárias, com experiência em arrecadação de fundos e na direção de projetos de cooperação internacional.

A CIDH recebeu mais de 90 postulações, entre as quais elegeu cinco finalistas: Elizabeth Abi-Mershed, dos Estados Unidos; Renzo Pomi, do Uruguai; Michael Reed-Hurtado, da Colômbia; Lisa M. Shoman, de Belize, e o próprio Abrão.

Os critérios básicos da CIDH para escolher o secretário-executivo incluem independência e autoridade moral, experiência e reconhecida trajetória em direitos humanos, disse o organização.

Antes da seleção final, a Comissão em plenário entrevistou os finalistas na sede da instituição, em Washington.

Abrão substituirá o mexicano Álvarez Icaza Longoria como secretário-executivo em 15 de agosto.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos