Mais de 40 jornalistas do "Zaman" são presos na Turquia

Istambul, 27 jul (EFE).- A Promotoria de Istambul ordenou a detenção de 47 antigos jornalistas do "Zaman", um jornal que no mês de março foi confiscado pelas autoridades turcas por considerá-lo vinculado à rede do clérigo Fethullah Gulen.

Segundo informações do jornal "Hürriyet Daily News", as detenções são parte de uma investigação sobre a rede de Gulen radicado nos Estados Unidos, que o governo turco considera uma organização terrorista responsável do fracassado tentativa de golpe militar do último dia 15.

Hoje, unidades da polícia antiterrorista realizaram uma operação para buscar e prender ex-diretores e jornalistas do "Zaman" que são acusados de pertencer ao grupo que tentou derrubar o governo turco.

Estas detenções se somam a outras milhares que o gorverno turco vem realizando para "limpar" o país das redes de Gulen, que nega relação com a fracassada tentativa de golpe.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos