Mais de cem artistas de Hollywood e músicos assinam manifesto contra Trump

Em Washington

Mais de cem músicos e artistas, na maioria do mundo de Hollywood, assinaram nesta quarta-feira (27) um manifesto intitulado "United Against Hate" (unidos contra o ódio) a fim de evitar que Donald Trump chegue à Casa Branca.

As atrizes Julianne Moore e Jane Fonda, as estrelas televisivas Bryan Cranston, Kerry Washington e Neil Patrick Harris, os cineastas Michael Moore e Michael Mann e o rapper Macklemore e o cantor de música eletrônica Moby são alguns dos signatários.

"Achamos que é nossa responsabilidade utilizar os veículos de imprensa a nosso alcance para chamar a atenção dos perigos que representa uma presidência de Trump", indica o manifesto. "Donald Trump quer devolver nosso país a uma época na qual o medo justificava a violência, a cobiça alimentava a discriminação", acrescenta o texto.

Entre os coletivos que seriam prejudicados por Trump estão os latinos em geral e mexicanos em particular, os afro-americanos, as mulheres, os asiáticos, os muçulmanos, os refugiados e a comunidade LGBT, entre outros.

"Alguns de nós pertencemos aos grupos que Trump atacou. Outros não. Mas a história demonstra que é só uma questão de tempo para que o 'outro' se transforme em 'eu'", aponta o documento.

Por tudo isso, foi feita uma chamada a todos os americanos para que "fiquem no lado bom da história" e que "usem o poder de sua voz e de seu voto para derrotar Donald Trump e o ódio que sua ideologia representa".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos