Promotoria retira acusações contra policiais pela morte de jovem negro

Washington, 27 jul (EFE).- A Promotoria do estado da Maryland, nos Estados Unidos, encarregada do julgamento sobre a morte do jovem negro Freddie Gray, na cidade de Baltimore, decidiu nesta quarta-feira retirar todas as acusações contra os três policiais que ainda deveriam ser julgados, colocando um fim ao caso sem a condenação de nenhum dos seis agentes envolvidos.

O órgão anunciou a retirada das queixas contra Garrett Miller, William Porter e Alicia White, que seriam julgados pela morte de Gray, ocorrida em abril de 2015, após uma semana em coma pelas graves lesões sofridas enquanto era transportado em um furgão da polícia.

A decisão chega depois que um juiz desculpou de todas as denúncias outros três policiais acusados, e representa o encerramento de um dos julgamentos mais acompanhados nos Estados Unidos nos últimos tempos.

O caso de Freddie Gray reabriu a fissura racial existente no país e gerou graves conflitos em Baltimore, centenas de detenções e protestos em todo o país dentro do movimento "Black Lives Matter" ("Vidas negras importam").

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos