Ex-secretário de Defesa dos EUA critica Trump por "ficar do lado" da Rússia

Filadélfia (EUA), 27 jul (EFE).- O ex-secretário de Defesa dos Estados Unidos, Leon Panetta, criticou nesta quarta-feira o candidato presidencial republicano, Donald Trump, por "ficar do lado" da Rússia ao pedir ao Kremlin que pirateie os e-mails de sua rival, a democrata Hillary Clinton.

"Hoje Donald Trump ficou do lado da Rússia. Pediu aos russos que se intrometam na política americana. Pensem por um momento: Donald Trump está pedindo a um de nossos adversários que participe de pirataria ou esforços de inteligência para afetar nossas eleições", recriminou Panetta.

O prestigiado ex-secretário de Defesa se referiu assim na Convenção Nacional Democrata aos comentários do magnata, que pediu à Rússia que encontre os 33.000 e-mails "desaparecidos" do servidor privado que Hillary usou quando era secretária de Estado (2009-2013).

"Como alguém que foi responsável de proteger nossa nação de ciberataques, acho inconcebível que qualquer candidato presidencial tenha sido tão irresponsável. Donald Trump não pode ser nosso comandante-em-chefe", ressaltou Panetta, uma das figuras mais respeitadas nos EUA em matéria de Defesa.

Ao invés de Trump, segundo Panetta, os americanos merecem um comandante-em-chefe "sério" como Hillary.

"Hillary Clinton é a única candidata que apresentou um plano integral para derrotar e destruir o Estado Islâmico e manter os Estados Unidos seguros. Ela é inteligente, tem princípios, é dura e está preparada", declarou Panetta.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos