Obama afirma que ninguém é mais qualificado que Hillary para ser presidente

Filadélfia (EUA), 27 jul (EFE).- O presidente americano Barack Obama abriu seu discurso nesta quarta-feira na Convenção Nacional Democrata com a afirmação de que os Estados Unidos são um país "cheio de coragem e otimismo", ao ressaltar o que está em jogo nas eleições de novembro.

"Posso dizer com confiança que nunca houve um homem ou uma mulher mais qualificada que Hillary Clinton para servir como presidente dos EUA", destacou Obama, que disse que nem ele mesmo nem Bill Clinton, sentado na plateia, estavam tão preparados como ela quando chegaram à Casa Branca.

Além disso, Obama declarou que os EUA já são "grandes" e "fortes", porque a grandeza e a força de seu país "não dependem" do candidato republicano à presidência, Donald Trump.

"Ele (Trump) somente oferece slogans, oferece medo", lamentou Obama durante seu discurso no ginásio Wells Fargo Center, na Filadélfia, onde está sendo realizada a Convenção Democrata.

Obama afirmou ainda que "o sonho americano é algo que nenhum muro vai deter", em alusão ao candidato republicano e sua proposta de construir um na fronteira com o México.

Durante seu discurso, o atual presidente insistiu em minar a retórica do medo do magnata e advertiu que "a democracia não funciona" se os cidadãos começam a "demonizar uns aos outros".

Segundo Obama, Hillary entende que não se deve "temer o futuro", que "devemos dar-lhe forma, abraçá-lo, como uma só pessoa, mais fortes juntos que cada um por seu lado".

Por fim, Obama recuperou a mensagem de "esperança" que guiou sua primeira campanha eleitoral e o levou até a Casa Branca.

"Peço que se unam a mim para rejeitar o cinismo, o medo, para tirar o melhor de nós, eleger Hillary Clinton como a próxima presidente dos EUA e mostrar ao mundo que ainda acreditamos na promessa deste grande nação", declarou.

O presidente assegurou que os Estados Unidos que ele conhece não são o da "visão profundamente pessimista de um país em que um se volta contra o outro e se afasta do mundo", e que foi retratado na semana passada na Convenção Republicana em Cleveland (Ohio), que indicou Trump como candidato do partido.

"Os Estados Unidos que eu conheço estão cheios de coragem, otimismo e engenho. Os Estados Unidos que conheço são decentes e generosos", comentou.

No final do discurso, Hillary apareceu de surpresa no palco da convenção e abraçou Obama perante os fervorosos aplausos e gritos do público.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos