Polícia chilena dispersa alunos que protestavam contra reforma na educação

Santiago (Chile), 28 jul (EFE).- A polícia do Chile dispersou nesta quinta-feira os estudantes de ensino médio que se reuniram no centro de Santiago para protestar contra a reforma educacional do governo de Michelle Bachelet.

"Temos uma reforma feita por políticos incompetentes, políticos corruptos que apenas encheram os bolsos e a carteira. As reformas não mudam a estrutura econômica nem as lógicas de mercado dentro da educação", afirmou Diego Arraño, porta-voz da Assembleia Coordenadora de Estudantes do Ensino Médio (ACES), que convocou o protesto.

Os jovens se reuniram nesta quinta-feira na Praça Itália, apesar de não contarem com a autorização do governo da capital para a manifestação.

"Hoje protestaremos com ou sem permissão", expressaram os estudantes. Na quarta-feira, outras organizações estudantis que participavam da convocação resolveram adiá-la para o dia 4 de agosto.

As mobilizações a favor de uma educação gratuita começaram há quase uma década e, segundo Arraño, só vão terminar quando forem definidas as bases de "uma nova educação pública".

A manifestação organizada nesta quinta-feira na capital gerou confrontos entre as forças de segurança e terminou com pessoas detidas.

A gratuidade no ensino superior foi uma das principais exigências dos estudantes, que desde 2011 foram às ruas para reivindicar o direito de estudar sem serem condicionados pela capacidade econômica.

A iniciativa foi incluída no programa eleitoral do segundo mandato de Bachelet, que estabeleceu que 70% dos estudantes mais pobres poderiam entrar para a universidade de forma gratuita. No entanto, após a brusca desaceleração econômica que atingiu o país em 2015, o governo cortou a cota de forma considerável.

Nos últimos meses, as constantes manifestações se somaram às ocupações de colégios e campus universitários, algumas iniciadas em abril e que mantiveram os portões das instituições de ensino fechados por três meses.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos