Católicos da França fazem dia de jejum contra o terrorismo

Paris, 29 jul (EFE).- Os católicos da França foram convidados hoje a fazer um dia de jejum e oração em memória do padre assassinado na terça-feira passada em uma igreja da Normandia e contra do terrorismo, uma iniciativa apoiada também por representantes de outras crenças.

O presidente da Conferência Episcopal Francesa (CEF) e arcebispo de Marselha, Georges Pontier, lançou a proposta horas depois que Adel Kermiche e Abel Malik Petitjean matarem o padre Jacques Hamel, de 86 anos, que celebrava a missa das 10h na Igreja de Saint-Étienne-du-Rouvray.

"Convido todos os católicos da França a uma jornada de jejum e de oração por nosso país e pela paz no mundo", indicou em comunicado divulgado por sua organização.

A esse ato simbólico se uniram posteriormente em sinal de solidariedade protestantes, integrantes da Igreja Ortodoxa Copta e inclusive o rabino da França, Haim Korsia.

A jornada de jejum foi acompanhada da convocação de missas e outros atos em homenagem ao padre Jacques Hamel.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos