Ataque contra centro médico deixa 2 mortos no norte da Síria

Beirute, 1 ago (EFE).- O Instituto Médico Legal de Aleppo Livre, que também presta serviços médicos nesta cidade do norte da Síria, foi alvo ontem de um ataque com dois foguetes que deixou dois mortos e cinco feridos entre seu pessoal, denunciou nesta segunda-feira seu diretor, Mohammed Kahil.

Em conversa telefônica, Kahil, que sofreu ferimentos nas costas durante o ataque, explicou que o edifício situado no bairro de Al Sukari ficou destruído.

"Mesmo assim, seguimos trabalhando em outra localização, porque se não enterramos os mortos (em Aleppo), doenças como o cólera e a hepatite podem se expandir", afirmou o responsável médico.

Esta não é a primeira vez que este centro médico é alvo de um ataque. Em julho deste ano o local foi atingido por um bombardeio que causou danos a suas instalações.

"Perdemos metade de nosso pessoal, seja porque ficaram feridos ou estão mortos. Estamos trabalhando com as coisas que temos em mão e muito poucos instrumentos, já que quase todo o material foi destruído no ataque de ontem", lamentou Kahil.

O diretor do centro de medicina forense afirmou que aviões russos sobrevoaram Aleppo e lançaram projéteis contra várias zonas da cidade durante esta manhã.

O Instituto Médico Legal de Aleppo Livre fica na metade leste da cidade, cercada pelo exército sírio e controlada por grupos armados opositores.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos