Policiais belgas jogam Pokémon Go apesar de ameaça terrorista

Bruxelas, 1 ago (EFE).- Agentes da polícia da Bélgica jogaram durante sua jornada de trabalho em 21 de julho, dia de feriado nacional no país, o popular jogo para plataformas móveis Pokémon Go, mesmo com o nível 3 de alerta por ameaça terrorista em uma escala de 4, informou nesta segunda-feira o jornal "Het Laatste Nieuws".

O comissário de polícia local do oeste de Bruxelas, Johan De Becker, não está contente com o fato de que alguns de seus agentes "tivessem se dedicado mais a caçar Pokémons durante o feriado nacional do que em zelar pela segurança", segundo a publicação.

Uma investigação foi aberta depois que várias testemunhas garantiram que viram agentes jogando Pokémon Go naquele dia.

Além de estar no nível 3 de alerta por ameaça terrorista, a Bélgica reforçou após o ataque terrorista em Nice, na França, no dia 14 de julho, a segurança na capital por ocasião do feriado nacional belga.

De acordo com o "Het Laatste Nieuws", um dos agentes de patrulha da delegacia do oeste de Bruxelas passou praticamente todo o seu turno buscando Pikachu e seus amigos em várias situações no noroeste da capital.

Outra jogadora supostamente viu dois policiais uniformizados perguntando a um jovem transeunte sobre Pokémons no parque Elizabeth em Koekelberg.

"Eu os ouvi falando disso. Queriam saber quem tinha colocado a isca. É possível comprar isca que atrai os Pokémons para a sua localização. Continuei jogando e de repente os agentes apareceram em sua viatura do outro lado do parque. Ambos estavam com seus celulares e permaneceram no Poképarada durante vários minutos" para concluir objetivos do jogo, relatou a testemunha ao "Het Laatste Nieuws".

Dez minutos mais tarde, os policiais estavam em outra parada e a jogadora fez fotografias como prova, que foram publicadas no jornal e também divulgadas pelo telejornal da emissora "VTM".

A testemunha passou a informação para um vereador local que pediu explicações a De Becker.

"A investigação ainda está em curso. Se for verdade que os agentes estavam caçando Pokémons, eles provavelmente o fizeram com seus celulares privados, o que significa que é mais difícil verificá-lo. Mas em qualquer caso, jogar Pokémon Go durante a jornada de trabalho não é permitido", comentou o porta-voz policial Johan Berckmans.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos