Rajoy se reúne com rei da Espanha após últimos contatos para posse

Madri, 3 ago (EFE).- O presidente interino do governo da Espanha, Mariano Rajoy, se reuniu nesta quarta-feira com o rei Felipe VI no Palácio da Zarzuela, depois dos últimos contatos realizados para viabilizar sua posse.

Nem a Casa do Rei nem o Executivo informaram sobre o conteúdo da reunião por tratar-se de um "encontro semanal ordinário" entre o chefe do Estado e o do governo, embora seja provável que a conversa tenha se centrado no processo de negociações aberto para que Rajoy assuma um novo mandato.

O chefe de governo interino, que foi o mais votado nas eleições de 26 de junho como candidato do conservador Partido Popular, teve hoje a chance de comentar o resultado de suas reuniões com o secretário-geral do PSOE, Pedro Sánchez (ontem), e com o líder do Ciudadanos, Albert Rivera (hoje).

Rajoy explicou hoje aos jornalistas, após seu encontro com Rivera, que saía desta reunião sabendo que já pode "negociar algo" e considerou que o "urgente" não é que haja um debate de posse no Congresso o mais rápido possível, mas articular um "governo sólido e estável com um amplo apoio parlamentar" porque, segundo disse, "terceiras eleições seriam inadmissíveis".

A audiência concedida a Rajoy no dia 28 de julho para completar a rodada de consultas políticas do rei com a ideia de encarregar a formação de governo foi o último encontro entre ambos antes da reunião de hoje na Zarzuela.

Rajoy é chefe de governo interino desde dezembro de 2015, após dois pleitos -em 20 de dezembro do ano passado e no último dia 26 de junho - que deixaram um parlamento muito fragmentando e sem nenhum partido com maioria suficiente para governar.

Apesar de nas eleições de dezembro as forças de esquerda terem obtido um bom resultado em conjunto, nas de junho retrocederam e o conservador PP foi o único que obteve um reforço (subiu 17 cadeiras) até 137 deputados, ainda insuficientes para que seu líder tenha possibilidades de ser reeleito em um Congresso formado por 350 deputados.

Por enquanto, o socialista PSOE, segunda força mais votada, com 85 cadeiras, anunciou que votará "não" se Rajoy comparecer ao debate de posse, enquanto o liberal Ciudadanos, quarta força com 32, reforçou que se absterá para facilitar o desbloqueio do governo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos