Atores do Teatro Municipal de Istambul são suspensos por suspeita de golpe

Istambul, 4 ago (EFE).- Seis atores do Teatro Municipal de Istambul foram suspensos por conta da investigação sobre ligação com o fracassado golpe de Estado do dia 15 de julho, informa nesta quinta-feira o jornal "Milliyet".

A decisão de suspender os atores, entre eles nomes relevantes que levam décadas trabalhando no prestigiado teatro, foi tomada amparada pelo estado de emergência, decretado como consequência do golpe.

"Desde a antiga Grécia, nosso nome é 'ator'. A única que sabemos fazer é isto: fazer teatro", disse a atriz Sevinc Erbulak, uma das suspensas, ao jornal "Bianet".

"Voltaremos ao palco. Espero que este erro se corrija em breve. A arte não é para covardes", concluiu.

"Nós, trabalhadores de teatro, apoiamos a democracia em muitas ocasiões, o teatro sempre respaldou a democracia. Considero esta decisão um erro e penso que se corrigirá em breve", disse o ator Kemal Kocaturk, também suspenso, ao jornal "Evrensel".

"Nossos colegas são acusados de não terem se pronunciado contra o golpe", explicou ao mesmo jornal, o presidente do sindicato de atores municipais, Levent Uzumcu.

Ele ressaltou que Kocaturk já tinha passado pela prisão após o golpe de Estado de 1980, e outro dos suspensos, Ragip Yavuz, tinha sido despedido em 1983 por um decreto da mesma junta militar.

Até o momento foram suspensos de seus cargos mais de 58 mil funcionários públicos, a grande maioria professores de colégios.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos