Justiça belga prorroga detenção de dois suspeitos dos atentados de Paris

Bruxelas, 4 ago (EFE).- A Promotoria Federal da Bélgica decidiu nesta quinta-feira prorrogar a detenção de outros dois suspeitos de ligação com os atentados do dia 13 de novembro de 2015, em Paris (França), informou através de um comunicado.

Abdoullah Courkzine e Abid Aberkane permanecerão detidos na Bélgica por mais dois meses, segundo afirmou a promotoria sem especificar detalhes sobre a investigação.

Courkzine teria tido contato com Hasna Ait Boulahcen, a prima do suposto mentor dos atentados de novembro do ano passado, em Paris, Abdelhamid Abaaoud, que morreu durante uma operação realizada pela polícia francesa, em Saint-Denis, dias depois do atentado.

Além disso, Abid Aberkane é acusado de participar de atividades de um grupo terrorista em Paris e de abrigar um criminoso.

O belga fazia parte da família que acolheu Salah Abdeslam, o terrorista dos atentados do dia 13 de novembro que conseguiu se esconder durante quatro meses das forças de segurança, em Molenbeek, quando foi preso em Bruxelas.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos