Poder Eleitoral da Venezuela estudará pedido de referendo na segunda-feira

Caracas, 5 ago (EFE).- O reitor do Conselho Nacional Eleitoral da Venezuela (CNE), Luis Emilio Rondón, informou nesta sexta-feira que a Comissão de Participação Política e Financiamento (Copafi) analisará na próxima segunda-feira a solicitação de coleta de apoio para o referendo revogatório do presidente Nicolás Maduro.

Nesta sexta-feira venceu o prazo que a aliança opositora Mesa da Unidade Democrática (MUD) tinha para solucionar os erros no documento entregue na terça-feira passada ao CNE, no qual solicitam a coleta de 20% de assinaturas dos inscritos no censo eleitoral, que permitirão a ativação do referendo revogatório.

"Vencido o prazo, o texto de participação da MUD foi distribuído para a consideração da Copafi", escreveu Rondón, o único dos cinco reitores do CNE mais próximo da oposição, no Twitter.

A Copafi é um órgão subordinado ao Poder Eleitoral que promove a participação popular em questões públicas, processos eleitorais, referendos e outras consultas populares.

Este órgão deve revisar a solicitação em um período que não seja superior a 15 dias contínuos e apresentar ao CNE um relatório de procedência ou improcedência para a coleta das assinaturas.

Uma vez que este passo estiver realizado, os opositores venezuelanos devem cumprir com o seguinte, no qual é necessário que 4 milhões de eleitores inscritos no cartório eleitoral manifestem sua vontade de ativar o referendo revogatório.

A oposição venezuelana solicitou que esta coleta seja feita entre os dias 23 e 25 de agosto.

O reitor também assegurou que realizar as eleições regionais de governadores este ano "é uma obrigação constitucional do CNE", por isso afirmou que apresentará este ponto para que seja discutido, acompanhado de uma convocação e um cronograma para sua realização. EFE

jqm/rpr

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos