Polícia marroquina prende 6 jovens acusados de estupro de menor de idade

Rabat, 5 ago (EFE).- Seis jovens marroquinos que estruparam uma menor de 17 anos, que acabou se suicidando após ser chantageada por seus agressores, foram presos pela Polícia Judiciária de Ben Guerir (centro do Marrocos), informou hoje as autoridades locais.

Os seis acusados têm entre 24 e 34 anos e foram detidos por supostamente terem chantageado a jovem com ameaças de divulgar o vídeo do estupro, gravado pelos próprios agressores.

A prisão ocorreu depois de a imprensa local de Ben Guerir repercutir, na quarta-feira, o suicídio da jovem, que também foi amplamente divulgado por veículos de mídia internacionais.

Segundo fontes da Associação Marroquina de Direitos Humanos (AMDH) em Marrakech, os seis homens tinham sido denunciados pela menor após os fatos, mas foram postos em liberdade pelo juiz, após este aparentemente ter sido pressionado por pessoas locais influentes.

A vítima teve que suportar a humilhação de ver seus agressores em liberdade e foi ameaçada por eles com a divulgação das imagens. Por isso na última sexta-feira ela ateou fogo ao próprio corpo em uma avenida da cidade.

Transferida para a urgência do Hospital Ibn Tofail de Marrakech, a menor morreu 36 horas depois, no domingo passado.

A repercussão dos fatos, particularmente na imprensa internacional, finalmente levou as autoridades a deter os agressores para colocá-los à disposição da Justiça.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos